Todos nós pertencemos a diversos sistemas através dos vínculos que estabelecemos, e muitos desses sistemas se entrelaçam, pois pertencemos a diversos ao mesmo tempo: sistemas familiares, profissionais, empresariais, religiosos, entre nações, só para citar alguns.

Se algo acontece a um dos membros do sistema, todos os demais membros são afetados, seja esse efeito consciente ou não. Esses efeitos, em diferentes níveis, muitas vezes nos "amarram", dificultam e conflitam, sem que saibamos exatamente o QUE e POR QUE ocorrem.

visão sistêmica foca os aspectos das relações que estão presentes a nível inconsciente e entrelaçam nossas vidas profundamente, afetando nosso modo de pensar, sentir, fazer escolhas, saúde, prosperidade, relacionamentos pessoais e empresariais, etc..
É como uma grande teia de aranha: se tocamos uma pequena parte dela, toda a teia vibra, é afetada, modificada, fazendo fluir as "informações" em todas as direções.

As Constelações Sistêmicas  tiveram início na Alemanha, aproximadamente há 30 anos, focando inicialmente o complexo sistema familiar, buscando soluções mais pessoais. A partir daí expandiu para outros sistemas: empresas ou equipes com dificuldades operacionais ou de gestão, e mesmo nações traumatizadas pelas guerras, caso da própria Alemanha.

As Constelações se fundamentam em teorias e leis naturais muito antigas, que se tornaram “de vanguarda” atualmente, entre elas a noção de “campo” da Física Quântica, as “ Teorias dos Campos Mórficos e da Ressonância Mórfica” de Rupert Sheldrake, e  a grande “Teia da Vida” que os xamãs conhecem ha milhares de anos, além da Teoria Sistêmica.

Os modernos conceitos de Neurociências e Física Quântica falam que a mente não está localizada no cérebro, ela se expande para fora, num campo holográfico.

Então ao colocarmos uma constelação familiar, por exemplo, os sentimentos, sensações, pensamentos que emergem, criam um campo daquele sistema. E todos começam a sentir o campo.

As Constelações Familiares nos ajudam a descobrir como estamos enredados dentro de um sistema energético familiar e como muitos sentimentos e questões que nos envolvem são inconscientemente adotados de outros membros da família.

Ao "construirmos" nossa "Constelação" percebemos a teia invisível que nos entrelaça, vemos aquilo que os olhos não vêemElas tornam possível vermos os enredamentos que antes se mantinham ocultos. Além disso, trazem à luz a conexão entre um destino e seus efeitos.  “Ajudam a “ver” a realidade de uma vida e, se possível, a preenchê-la com amor, sem influenciar o cliente quanto à forma de aplicar isso em sua vida”.

Podemos, então, perceber que todos os membros de uma família, vivos ou mortos, estão energeticamente presentes e envolvidos nessa estrutura, influenciando profundamente todos os aspectos de nossa vida: finanças, relacionamentos, emoções, saúde...

O trabalho foca reconciliação e inclusão, olhando para as partes "esquecidas" ou "ignoradas", e dissolução de enredos antigos que nos prendem, liberando a energia antes bloqueada dentro de nós para uma vida harmoniosa, livre e amorosa. Questões profissionais e relativas à saúde também podem ser trabalhadas.

Esse trabalho permite o desbloqueio de idéias, padrões e emoções, permite acessar sua inteligência emocional, criativa e intuitiva, conectar as respostas dentro de você para um fluir na vida. Essas respostas se manifestam em mudanças pessoais, nos relacionamentos, na saúde, permitindo ainda que você acesse sua verdadeira jornada, seu poder, força e realização. Você pode se tornar livre de papéis assumidos inconscientemente.

As Constelações, em muitas ocasiões, costumam solucionar questões que as pessoas geralmente levam anos trabalhando.

Em Constelações, Clientes são os que possuem uma questão a ser constelada. Quem não tem questão pode apenas estar presente para assistir e, se quiser, poderá ser escolhido como representante da família, das idéias ou dos padrões da pessoa que irá constelar uma questão. Mesmo sendo representante você terá alguns movimentos e mudanças ocorrendo em seu interior, a nível profundo.

Muitas vezes observando outros sistemas acabamos vivenciando experiências existentes em nosso próprio sistema.Mesmo participando do processo de outros, como “representante”, ou apenas assistindo, você também pode experienciar "soluções" do seu próprio sistema familiar.

No início do processo sempre há explicações sobre Constelações e o papel dos Representantes.

 

A) GRUPOS 

Em uma data determinada, um grupo de pessoas inscritas se reúne. Você pode ser um participante COM QUESTÃO (irá constelar, será um cliente) ou sem questão, apenas participando. Dentre os participantes alguns podem ser escolhidos como “representantes” de membros da família, idéias, sentimentos ou padrões do cliente que irá constelar. São trabalhadas questões de relacionamentos, conexões pessoais ou familiares, crenças, valores, mudanças, busca de soluções, novas metas, planejamento, saúde, etc.

B) INDIVIDUAL:
São trabalhadas as mesmas questões, mas como ”representantes” de idéias, emoções ou pessoas utilizo fichas, pedras, blocos de madeira, cartolinas no chão (âncoras geográficas), ou constelação na imaginação, quando o processo ocorre diante do olhar interno do cliente

 

voltar ao topo